Brasília, 27/02/2018 – Viajar para um país é uma experiência única na vida para muitas pessoas. É uma oportunidade pela qual todos devem passar. Viajar nos permite experimentar outros lugares e culturas e conhecer novas pessoas, o que é especialmente verdadeiro quando se trata de viagens missionárias.

Muitos de nós experimentamos essa oportunidade como parte de uma viagem missionária do ensino médio ou da igreja, ou de um campori internacional com o Clube de Desbravadores. Essas viagens são uma ótima maneira de espalhar o amor de Jesus para aqueles em outras áreas, conhecer fiéis de outros países e crescer juntos.

É responsabilidade dos líderes do ministério prever riscos ou emergências que podem causar interrupções para garantir que os participantes da viagem se concentrem na tarefa em questão. Planejar é especialmente importante quando menores ou jovens adultos estão entre os participantes. Mitigar os riscos e proporcionar um ambiente seguro para os jovens que viagem para outros países é uma parte vital da coordenação geral.

Seu Guia de Planejamento de Viagem

Existem alguns elementos essenciais para incluir quando você planejar a próxima viagem internacional de seu ministério, como:

  • Preparação pré-viagem
  • Documentação
  • Supervisão
  • Cobertura apropriada
  • Planejamento de emergência

Cada um desses elementos fornecerá informações cruciais necessárias para criar um ambiente seguro para todos aqueles que estão participando da viagem — inclusive seus jovens.

Preparação Pré-Viagem

Alguns itens importantes precisam ser organizados antes da viagem. Primeiro, programe uma data de orientação para os participantes e inclua os pais dos menores de idade. A reunião de orientação deve abranger o itinerário completo, itens essenciais para levar, incluindo exemplares de roupas apropriadas para o trabalho ou as atividades que ocorrerão durante a viagem, números de telefone de contato de emergência e quaisquer vacinas ou medicamentos que os voluntários precisarão antes da partida.

Forneça uma visão geral do tipo de trabalho que os participantes farão, e as habilidades exclusivas ou o treinamento necessário para a viagem. Dependendo de aonde você viajará, também pode ser necessário advertir os participantes sobre beber a água local ou comer certos alimentos. Tire um tempo para verificar o que fazer em caso de emergência, e com quem entrar em contato.

Monte um arquivo com toda a documentação necessária para a viagem. Os itens a incluir devem ser:

Seu próximo passo deve ser adquirir o tipo de cobertura correto para sua viagem. Ao fazer isso, esteja ciente de pacotes e políticas fraudulentos. Verifique sempre se as informações e a cobertura oferecidas estão corretas e adequadas para sua viagem ministerial. Entre em contato com sua associação local para obter mais informações sobre a obtenção da cobertura que você precisa.

Supervisão: Chegando lá, o local, e voltando para casa

Para Viagens com jovens e menores, a supervisão é um elemento essencial para minimizar riscos e evitar acidentes. Planeje um número suficiente de membros da equipe e acompanhantes com base no número de menores de idade que participarão. Antes da reunião de orientação, cada membro da equipe deve passar por uma verificação de antecedentes e um treinamento de conscientização sobre abusos. Além disso, vários membros da equipe devem ser treinados em ressuscitação cardiopulmonar, primeiros socorros básicos e identificação de traumatismo.

Com base nos tipos de trabalho ou atividades que ocorrerão na viagem, programe um horário para treinar todos os funcionários para cada área de trabalho. Isso habilita sua equipe para fornecer a assistência necessária se um participante da viagem precisar de ajuda. Para detalhes de treinamento, conecte-se ao seu contato de viagem no local de trabalho para obter mais informações sobre o que ocorrerá e como se preparar.

Para obter mais Informações sobre supervisão, consulte ARM’s Supervision Guidelines(Orientações de Supervisão da ARM).

Prepare-se e divirta-se!

A esperança é poder aproveitar a viagem sem acidentes ou emergências. Mas se um acidente realmenteacontecer, é melhor estar preparado com tudo na mão do que desejar que você tivesse planejado com antecedência. Equipando, treinando e planejando, sua equipe e participantes da viagem poderão aproveitar a viagem sem se preocupar.

 

 

Elizabeth Camps
Escritora e Especialista em Relações Públicas